segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Que bom, estamos todos tão contentes!

O primeiro-ministro, José Sócrates, salientou que, "de qualquer ponto de vista, estes resultados são notáveis" e considerou que "aqueles que dizem que são resultado de facilitismo estão apenas a insultar os professores e a escola pública". "Estes resultados verificam-se em todos os anos e não apenas nos anos em que há exames", realçou José Sócrates."Em praticamente quatro anos baixamos para metade as taxas de insucesso e de abandono" salientou ainda, acrescentando que "ao longo destes quatro anos houve sempre mais alunos nas escolas" e que este é um sinal de que o Governo "está no caminho certo". Entre as diversas medidas do Governo, Sócrates considerou que para esta recuperação de alunos ao abandono e ao insucesso escolar contribuiu principalmente "aquilo que foi feito para recuperar o ensino profissional".



O primeiro e a sua ministra dilecta, foram hoje fazer campanha numa escola aqui de Lisboa. Eles sabem que os votos dos professores lhes podem custar não só a maioria mas mesmo a vitória nas próximas eleições!
A estratégia ( não muito lúcida, diga-se em abono da verdade) é bramir números, apelar ao sentimento da opinião pública, agitar a bandeira da MELHORIA DOS RESULTADOS E DA ESCOLA PÚBLICA e, uma vez mais, lançar subrreptíciamente sobre os professores, o estigma da incapacidade e da não produtividade. Foram as políticas correctas que ELES levaram a efeito que proporcionaram estes bons resultados que ELES divulgam. A má situação que afecta o ensino é meramente uma questão profissional, ou seja, os professores estão chateados porque têm que trabalhar mais, por isso se manifestam, mas que remédio têm senão trabalhar e daí tão brilhantes números.
Antes destas iluminadas reformas os resultados eram maus porque não se fazia nenhum...

Desenganem-se senhora ministra e senhor primeiro, nem assim conseguirão manter-se à tona!

2 comentários:

filomena disse...

O que mais me custa é o "silencio gritante" de uma escola em agosto! Falta aquele barulho saudavel da existencia de vida!
Estranho a conferencia de imprensa num local de silencio gritante, porque é Agosto!!!!!!
Contrariamente ao que escreveste num post, eu fui fazendo visitas, nem sempre me apeteceu escrever!
Bjs
Filomena

AnaLee disse...

Olá, olá!
Ainda bem que hoje te apeterceu!
Nós fizemos mais barulho naquela mesma Escola, verdade?
Beijinhos!