segunda-feira, 11 de abril de 2011

Sem vergonha

Miguel Portas apresentou ao parlamento europeu, uma proposta de lei que visava a alteração dos critérios para as viagens de avião dos eurodeputados. Resumidamente, pretendia-se que as viagens até 4 horas passassem a ser feitas em classe turística; no caso português, uma viagem Lisboa-Bruxelas ficaria por um terço do preço  que custa em classe executiva.
A proposta foi chumbada por uma maioria esmagadora...
A votação dos eurotugas é muito interessante, mormente se nos recordarmos que na mesma semana o país foi dado como falido!
Bem sei que as despesas de duas dezenas de finórios, talvez não sejam significativas no combate ao déficit, mas a falta de vergonha é sintomática de males bem maiores...

5 comentários:

teresa cordeiro disse...

Costuma dizer-se que grão a grão enche a galinha o papo. Embora sejam poucos os deputados as despesas são muitas. era só mais uma contribuição já que o povo já a está a dar.

AnaLee disse...

Claro Teresa. É uma questão de moralidade, ainda que a despesa possa não ser significativa!

Anónimo disse...

Costuma-se dizer que o exemplo vem de cima...

CRP

Anónimo disse...

Charlie Brown, já o vi escrever melhor!

Caia disse...

Faz sempre a diferença... e quanto mais não seja, é uma questão de princípios!